DIY - da aldeia ao chic genuíno!

quarta-feira, 21 de junho de 2017


Há coisas que se vão instalando nas nossas vidas sem nos apercebermos bem se é apenas mais uma moda ou representa algo mais, uma forma de regressar ao mais simples, ao mais básico, como que para nos compensarmos do outro lado máquina e tecnológico em que vamos navegando.
O DIY é uma dessas coisas.

Dito isto, andava há que tempos com a ideia de reaproveitar em casa uma daquelas floreiras de três pés que havia nas casas da província. E sim, tinha uma à minha espera no Alentejo... ;) Assim se perpetua o uso das coisas que são tipicamente portuquesas... e de família!

Maos à obra, mudança de cor e um novo look para um recanto na sala!




Existem tantas opções de reutilizar as coisas das casas das avós, ou até de coisas diferentes e únicas que se encontram em feiras de segunda mão... É que os moveis do Ikea só por si, têm pouca alma. E isso é o que hoje mais se procura, alma.

O próximo projecto? Algo como isto:

Google images

6 Básicos de Verão

segunda-feira, 12 de junho de 2017

O Verão está à porta, mas o calor esse já chegou há muito tempo. Ele tem dentro livros, praia, esplanadas e tantas outras coisas boas... E para estar sempre bem para o receber, aqui ficam algumas ideias.

Vamos fazer deste um Verão para recordar! ;)


- Chapéu neutro

Cada vez é mais cool andar com um  chapéu de palha que dá com tudo, seja estilo cores natureza ou cores vibrantes de verao. E evita umas belas insolações e enxaquecas!


www.freepik.com - Designed by Photoduet


- Protector solar rosto 50: 

Há muitos anos uma responsável de uma clinica de tratamentos disse-me que se só pudesse ter dinheiro e paciência para aplicar um único creme, então que fosse um protector solar no rosto. Isso ressoou cá dentro e ficou. De facto, com ele minimizamos e muito manchas na pele e rugas mais vincadas.
Estou fã desde há 2 anos deste da Eucerin, nao é nada gorduroso, não interfere a pôr maquilhagem por cima, recomendo mesmo! E com um preço muito em conta, na casa dos 14 euros. Que a marca o deixe estar sossegadinho no catálogo e não inventem mais, ok?!

Google images


- Chá gelado caseiro: 

Nada de coisas que saem de pacotes e garrafas, tudo cheio de açucar.
Fazer um chá demora 4 minutos, pôr uma casca de limão ou hortelã e uns paus de canela e gelo demora mais 1. Assim bebemos mais água e refrescamos ao longo do dia. Para não falar nos antioxidantes e tal e coiso.

Google images


- Vestidos para o que der e vier:

Se há altura onde fica tãaao práctico vestir um vestido é no Verão: nada de collants necessários, é só enfiar, pôr uns acessorios e o look está feito. Lisos, estampados, de ganga, compridos, curtos... 1001 opções, o importante é escolher um tecido fresquinho!

Google images


- O sorriso é a melhor maquilhagem

Se não estivermos felizes no Verão, estaremos quando!? Dias de sol, de amigos, de projectos, no Verão deixa masé a maquilhagem mais de lado :), e para ter bom ar basta andar na mala sempre com um brilho de lábios que tambem dá para pôr nas bochechinhas e usar como blush. E vá, em caso de muuuuiiiita dependência, põe lá uma máscara de olhos suave, nada de efeitos drama queen.

Google images



- Saladas com tudo dentro!

Saladas para refrescar a alma, tantas possibilidades a partir de alface, tomate, cenoura, beterraba, courgette, arroz, trigo sarraceno ou quinoa fria, abacaxi, abacate, nectarina, frutos secos, passas... dá para fazer uma diferente cada dia, ahpoisé!

Google images


E para vocês, qual o kit "Indispensáveis Verão"?

Boa semana.

A coragem da razão

domingo, 28 de maio de 2017


"Quando sobram razões, não há-de faltar coragem."

Esta frase acompanhou-me muitos anos, todos os dias.
Grafitada numa parede por onde passava, ainda nos tempos de ir de carro para o trabalho, ficava a olhar para ela mas hoje vejo que eu cheguei fisicamente à frase muito antes dela chegar a mim... interiormente.

Depois de um mês de Maio intenso, imersivo, de remodelações externas e internas, este podia ser também um post sobre o medo, esse papão sombrio que vemos gigante nos nossos pensamentos e afinal, quando abrimos bem as janelas e a luz entra... era só a sombra que o tornava enorme.

Há caminhos de auto-conhecimento pessoal, relacional, social, profissional (tantos als, caneco!) que marcam, desde aquele momento em que já nos sai clara a nossa apresentação de elevador, concisa e escorreita, sem floreados e engasganços, um olhar nos olhos e um abraço sem medo, até às reflexões profundas olhando para a nossa linha do tempo e entendendo caramba porque somos afinal como somos e como podemos melhorar-nos, encontrar-nos e com isso ir chegando a "nossa tribo".

Perdi a conta aos casos de pessoas que vou conhecendo nesta busca, companheiros de um caminho divergente, ao meu lado, à minha frente e atrás de mim, e a verdade é que aprendo sempre algo com cada um. Porque quem anda à procura - sempre se disse - acaba por encontrar. Mas só quando põe o pé fora da sua bolha dourada.

E deixo aqui um recado a mim mesma, oficialmente escrito para o registo do tempo: a empatia vale mais que a simpatia.
Como se diz neste pequeno vídeo que vos convido a ver, raramente uma resposta "simpática" pode ajudar a melhorar uma situação, mas sim um momento de verdadeira ligação, que pode até não ter nenhuma palavra.

Que regresso profundo aos posts, caraca :), mas realmente, depois deste interregno, as pontas dos dedos tinham estas palavras penduradas.





Se fossemos só 100 nesta Terra...

sábado, 22 de abril de 2017


Somos já 7,5 mil milhões de habitantes no planeta e neste DIA MUNDIAL DA TERRA, fica o resumo de como somos, no bom e no mau.

Se só houvesse 100 pessoas no mundo, teriamos esta fotografia:

50 homens
50 mulheres

25 crianças
75 adultos, dos quais 9 teriam + de 65 anos

60 asiáticos
16 africanos
14 americanos
10 europeus

31 cristãos
23 muçulmanos
15 hindus
7 budistas
8 pessoas praticantes de outras religiões
16 que não se identificam com nenhuma religião

12 falariam mandarim
6 falariam castelhano
5 falariam inglês
4 falariam indiano
3 falariam árabe
3 falariam português
2 falariam russo
2 falariam japonês
60 falariam outras línguas

86 saberiam ler e escrever, 14 não

40 teriam ligação a internet

78 teriam um local de abrigo, mas 22 não teriam tal sorte

22 seriam obesas
11 seriam malnutridas
1 passaria fome

9 pessoas ainda não teriam acesso a água potavel

Este video mostra esta realidade de forma muito visual. Neste site encontram informação sobre o projecto e a ideia de documentar as 100 pessoas que representariam a população no planeta.



5 sinais que as plantas estão a pedir socorro!!!

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Estamos em plena Primavera, apetece ver flores, sentir verde e cores vivas!


Google images

Os problemas que mais afectam a beleza e força das plantas são frequentemente estes:

- excesso/falta de água
- excesso/ falta de luz
- falta de corte/limpeza de folhas
- vaso pequeno para o crescimento
- regar no horário mais quente do dia

As plantas que melhor resultam em varandas e que menos cuidados necessitam são as sardinheiras e as suculentas, como as kalanchoes ou a flor de maio.

Para alegrar uma jarra nesta Primavera? Astromelias forever... :)

Google images





Suplementos vitamínicos: afinal, sim ou não?

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Sempre gostei de estar atenta a estas coisas dos suplementos e de ir conhecendo coisas que poderiam trazer beneficios.

Mas tudo deve ter conta peso e medida, e o facto de termos acesso facilitado a muitas escolhas, desde supermercados a lojas especializadas, acaba por poder levar a que muitas pessoas se vão automedicando e experimentando de forma avulsa... Não é boa ideia, pois poderemos estar a potenciar um mineral que já temos em excesso ou a fazer alguma combinação errada em que os elementos se anulam... Falem com quem possa indicar o que será adequado para o vosso estilo de vida e situação clínica.

Eu pessoalmente, - como diz o outro :), ultimamente ando com Óleo de Onagra e Vitamina D, mas começo a pensar que está na altura de pensar em Selénio e Zinco, depois de falar com a médica que me acompanha. Selénio como antioxidante que protege as células dos radicais livres, esses malandros, combatendo o envelhecimento precoce, e o zinco, como reforço do sistema imunológico.

Para além destes 2, outros complexos vitamínicos e de minerais muito frequentes nas prateleiras são:

Colagénio - proteína que assegura a consistência e elasticidade dos tecidos, por isso tão recomendado em temas de pele. Mas também ajuda ossos e cartilagens (daí ser muito associado à ingestão de gelatina de origem animal). A partir dos 35 anos, a não ser por alguma contraindicação, seria um dos suplementos a introduzir rotativamente. A dosagem diária recomendada ronda as 10 grs para se sentirem os efeitos.

Ácido Hialurónico - substância que preenche o espaço entre as células. Muito associado ao colagénio, porque é devido à perda de ácido hialurónico que a rede de colagénio da pele se vai degenerando.

Coenzima Q10 - antioxidante que ajuda na flacidez da pele, também com benefícios na protecção cardiovascular

Magnésio - para a flexibilidade muscular e a estabilidade do estado de humor.

Glucosamina - para reforçar cartilagens e tecidos das articulações.

Omega 3 - gordura polinsaturada, essencial para a absorção das vitaminas pelo organismo, ajuda no colesterol e na função cardiovascular.

Ferro - fundamental para a oxigenação das células e metabolismo de proteínas.

Cálcio - a peça chave para ossos e dentes, mas com a nota importante de que interfere com a absorção do ferro.

E ainda o mundo das vitaminas...

Vitamina A
Vitaminas do complexo B
Vitamina C
Vitamina D
Vitamina E
Vitamina K

mas isso dava um outro post, que este já vai longo! :)

Vale a pena saber um pouco mais sobre os benefícios e as implicações da deficiência destes elementos na nossa saúde, mas sempre com acompanhamento médico e depois de análises feitas, para ver se há realmente necessidade de suplementar algo.

Google images



Das palavras que nos encontram

4 ideias para casual chic que não falham nunca!

segunda-feira, 13 de março de 2017


Por aqui ainda não tinha nunca falado de temas de trapinhos. :)
Estou numa fase de destralhamento de casa e roupa, e nestes processos recorrentes de selecção, ajuda saber que caminho queremos ter no guarda-roupa para ajudar aqueles dias em que não sabemos o que vestir.
Aqui ficam aqui as minhas referências diárias para desenrascar uma roupinha decente e com ar airoso!

Neutros
Os tons nude, mais bejes ou rosadinhos, vieram para ficar e ficam bem à maioria.
Taupe, camel, mais claros, mais tostados, acompanhado por exemplo de um básico branco e um jean escuro... done!

Google Images

E... porque não um vestido?
Por ser uma única peça, resolve o impasse de combinar cores e texturas e padrões e o diabo-a-sete.
Estou mesmo a esforçar-me por incorporar mais vestidos na minha vida! :)
O que é fundamental, é sempre - mas sempre - porem um cinto, fininho ou mais potente, conforme o estilo de vestido, acreditem que dá logo outro ar à coisa.
Google Images


Acessoriza-te! 
Um colar que brilha num conjunto neutro, uma mala e uns sapatos que são as estrelas do look, ou uns brincos que destacam o rosto fazem milagres para resolver uma roupinha mais tristonha. Para mim factor essencial é o peso, tanto de colares, como brincos ou malas: têm de ser muito leves!!!

Google Images

Côr e padrões
Experimentar cores que não usamos habitualmente (está na hora de comprar aquele casaco roxo, ou aquela blusa mostarda! :)).
Usar as riscas azuis marinhas com cores como coral e amarelo...combinar flores com riscas, riscas com bolas... isso do liso+padrãozinho é tãaaooo 2000!

Google Images

Nota final 1: não menciono o look preto integral muito falado e usado, porque, como diz o outro "eu pessoalmente" (lol) não me identifico. O preto carrega-me a alma, que grita por amarelos e azuis turquesa! ;)

Nota final 2: não sou das pessoas que conseguem decidir a roupa no dia antes, para mim depende do mood com que me levanto, do tempo que vejo lá fora... daquele acessório/peça que me entrou na cabeça e me apetece destacar nesse dia... Well, não se pode ser perfeito, não é? :)

E por aí, alguma dica a acrescentar?


1001 experiências de panquecas

segunda-feira, 6 de março de 2017

Ontem foi dia de fazer um lote de panquecas para os pequenos-almoços dos próximos dias, pois congelo doses de 3 e é só descongelar e aquecer. Depois é só variar o que acompanha: kiwi, banana, morangos e uma geleiazinha ou manteiga de amendoim crocante... hummm, delicia!

Muitas variações culinárias nos últimos tempos, desde a tapioca (tãooo pratico!) a panquecas e muffins para fugir ao pão, a minha perdição de sangue alentejano!!!

Estas foram de farinha de trigo sarraceno (que não é um cereal, mas sim um grão sem glúten, da família da quinoa, muito nutritivo e com proteína), a que juntei claras de ovo, canela, leite de amêndoa e raspas de limão. Tudo batido no liquidificador e siga!




Já fiz também com aveia e matcha, ficam verdinhas e mais ácidas, óptimas para levar depois uma bela geleia... ;)

Falta-me experimentar com farinha de espelta, de arroz...
E por aí, que receitas vencedoras têm que possam recomendar?

Entre o calor da madeira, de um café... e da amizade

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A vida vai corrida, dedicada para além de tudo o resto a 2 projectos que me estão a ocupar bastante. Por isso o blog tem andando mais lento e paradito, mas tenho algumas coisinhas coisas para partilhar. :)

Já lhe chamaram o Starbucks à portuguesa, e com a avalanche de turismo na Baixa pensei que estivesse já muito descaracterizado... que agradável surpresa tive num recente Domingo de chuva quando com uma amiga queríamos um sítio acolhedor para pôr a conversa em dia.

A recente moda das cafetarias cofeeshop gourmet lab traz modernidade, e entre Copenhaga e NYC, sentimo-nos ali cidadãos do mundo. Mas há coisas que já cá estavam antes e eram boas.

Brown's Coffee, na Rua da Vitória. Nem sempre temos de ir à ultima das aberturas e recomendações bloggerianas, por vezes há que voltar aos tais sítios onde já fomos felizes, não é? :)


Google images

Não demasiado cheio, com muitas opções de cafetaria e refeições quentes ligeiras, sem preços para turista pagar... música ambiente de smooth jazz muito agradável, um ambiente perfeito para relaxar e deixar as horas passarem.

Tem todo o potencial para ser franchisado, mas quando pensamos bem... estas coisas perdem a sua graça quando podemos ir ali ao do virar da esquina. Naaa, deixem assim. ;)



Skyr vs grego: the ultimate battle

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Eu ainda sou do tempo... sim, sou do tempo de ir comprar um iogurte Vigor de cada sabor, estão a ver, aqueles quadraditos, um de banana, um de morango e um natural, e já gozava!

Hoje em dia na busca de uma alimentação mais saudável, acabamos por ter ao nosso dispôr tantas opções que seguir recomendações e tendências complica o esquema.

Um caso recente que me tenho divertido a acompanhar é agora o do iogurte islandês Skyr.

Até há 2 meses atrás, o negrume: ninguém sabia o que era isto. Continuávamos felizes e contentes com o grego, tão cremoso, e mais ainda com o do Lidl, ligeirinho e recomendado até por nutricionistas.

E íamos também saciando a gula e a fome com gelatinas de iogurte, invenção recente que ajuda a diversificar as opções de pequenos lanches ao longo do dia.

E de repente... a Islândia apresenta o SEU iogurte. Sempre esgotado no Lidl, está lá o sitio e a etiqueta do preço mas vê-los, impossível, os desportistas da proteína devem açambarcar as reposições na prateleira... :)

Dizem que é mais solido que o grego, com muito mais proteína e muito menos gordura, mesmo comparando com o ligeiro.


Aqui podem ver a consistência do skyr, há de sabor natural e com frutos vermelhos:



Já provaram? O que dizem?

Só digo que lá vai a velhota dos gregos entrar em problemas... :) :)



Vida simples

Dos bálticos... com amor

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Há muito tempo que andava para lá ir.
Depois dos supermercados asiáticos, faltava-me este.
Recomendado por uma senhora amiga, dizia-me: "Tu vais gostar, és de experimentar, há lá coisas muito boas!". 
Mas a vida não me arranjava um tempinho... até que ano novo, vida nova. :)

Lá fui então a um supermercado miniMix, há muitos por esse país fora, onde comercializam produtos dos países bálticos, Polónia, Roménia e Balcãs.

É sempre bom abrir o paladar, conhecer outras coisas, sabores, cheiros, e estas lojas que trazem o mundo até nós servem para isso mesmo.

E oh se valeu a pena! Passe a publicidade, que não me pagam para isso, descobri só na primeira viagem o melhor pão escuro que já comi até hoje, sem ser ácido, uma compota de groselhas no ponto, e kefir super baratinho.

Têm imensas sementes, especiarias, trigo sarraceno torrado com óptima pinta, rebuçados a peso para os mais gulosos... o completo saudosismo báltico em terras lusas.

Fez-me lembrar muito a Delicias de Portugal junto a Victoria Station, com o seu Sumol, bacalhau e Sagres...

Saudades de casa? Sabemos bem o que isso é, nós os tugas, não é? :)

Google images

Beleza nas lojas Clarel? Basic, minhas caras, Basic.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Há muito tempo que tinha apontado: escrever post sobre as lojas Clarel.

Basicamente são as lojas do Grupo Dia, o do Minipreço, que se dedicam a produtos de higiene pessoal, higiene de lar e beleza, assim de modo muito amplo.

Ora o que me traz aqui hoje é falar-vos da maquilhagem de marca própria que por lá há, a marca BASIC.

Comecei por experimentar a medo, uma sombra de olhos duo, já lá vai muuuito tempo, e fui avançando porque de facto tem muita qualidade a óptimos preços.

Os produtos não têm parabenos e são de preços muito acessíveis. Aliás, na Clarel encontramos não só produtos da sua marca, a tal BASIC, mas também da ESSENCE e da CATRICE, sendo de facto um bom sitio para experimentar e arriscar, dado que os preços são convidativos.

Da BASIC tenho algumas sombras mate, batons mate (embalagem rosa, na foto), batons cremosos (embalagem preta), lápis delineadores de olhos (não estão na foto mas tenho de várias cores) e o pó solto. Não me aventurei com bases nem BB Creams, porque estou muito contente com este da Bioten de que vos falei aqui e já se sabe, em fórmula vencedora não se mexe. :)

Alguém desse lado já experimentou esta marca?
Que produtos estrela recomendam de outras marcas acessíveis? Contem tudo!





Proteína a quanto obrigas!

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Ora anda uma pessoa a dizer à boca cheia que "Proteína, eu? Era o que faltava, cá pós para misturar! E conversetas sobre as melhores combinações de sabores. Tá bem, tá! Comigo não, violão."

E afinal depois descobre-se isto. :) :) E morremos pela boca, como o peixinho.

Proteína vegetal, com base de ervilha e arroz, enriquecida com 29 frutos, vegetais e plantas.

E lá vem um potezinho de 1 Kg para casa, para a manutenção da massa muscular, massa óssea e para alcalinizar o corpinho.

A mim, tem-me servido para fazer alguns snacks durante a semana no trabalho: uma dose de 200 mls acompanhada com uns frutos secos, e puf, faz-se o Chocapic! ;)

E vocês, que opinam sobre esta moda das proteínas? Usam algumas, recomendam?





Rir é o melhor remédio!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Comemora-se hoje o Dia Mundial do Riso.

Sempre fui de gargalhada fácil, e isso é algo que que o dinheiro não paga. Ter a capacidade de rir de si, das situações, com os outros e não dos outros.

Um riso solto, que vem do fundo, ajuda a:

- reduzir as doenças cardíacas
- reforçar o sistema imunitário
- oxigenar os pulmões e o cérebro
- baixar os níveis de cortisol e adrenalina
- melhorar o humor e levantar a auto-estima
- criar laços de comunicação com os outros

Por isso a receita de hoje é: não percam uma oportunidade de rir, de preferência, a bandeiras despregadas!




Que estás tu a fazer com o teu 2017?

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Passados 15 dias, que fizeram com o vosso 2017? Pergunta difícil para início de semana... :)

Agora que já deixamos para trás as passas, o subir à cadeira e as bolhinhas de champanhe, que estamos a fazer para este ano ser "aquele ano"?

Gosto sempre de pensar que um novo ano traz novas oportunidades, mas de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro nada muda se tu não mudares...

E porque sabemos que querer mudar tudo ao mesmo tempo não resulta, o caminho é definir 2 ou 3 coisas em que apostar para moldar o nosso ano, e o foco que lhe vamos dar. Será mais na vertente profissional? Mais ao nível pessoal? Saúde? Família? Amigos? Amor...?  E dentro destes grandes tópicos, ir ramificando para baixo, para objectivar o que iremos realmente fazer.

Na práctica, se tratássemos os nosso planos como as empresas tratam a sua estratégia, definiríamos a nossa missão, os nossos valores e como pôr isso numa estratégia/orientação de vida. Fácil, né não? :) Não, senão não haveriam tantos coaches.... nem tantos psicólogos nos dias que correm.

Um plano de acção escrito traz resultados visíveis, pois o momento de arrumar ideias para escrever e pôr num papel o nosso compromisso connosco próprios... ui, tem muito valor!

E atenção: não estou a dizer que na vida tudo deve ser cronometrado e delineado, retirando a graça da surpresa e da gestão do inesperado, nada disso! Apenas que quando nos auto-explicamos onde queremos chegar e pomos pés ao caminho, as coisas têm mais pernas para andar... É que o Universo entende melhor o que diabo queremos.

Boa semana!
Google images



 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS